AGENDAR CONSULTA

TRATAR A SUA VISÃO

Especializado no tratamento da catarata

ARTIGOS

QUALIDADE VISUAL APÓS CIRURGIA DE CATARATA

O cristalino é uma lente que existe dentro do olho, normalmente transparente ao nascimento, cuja principal função é promover acomodação para visão para perto. Esta função diminui a partir dos 40 anos, quando a maior parte da população começa a usar óculos para leitura. Além de perder sua função, o cristalino perde gradativamente sua transparência, até formar a catarata. Existem vários tipos de catarata, senil, medicamentosa, traumática, congênita, juvenil, sendo mais comum a senil, que acomete pacientes em torno dos 60 anos de idade.

A catarata acontece quando o cristalino perde sua transparência, podendo ficar opaco. O tratamento será indicado quando o embaçamento do cristalino compromete a qualidade visual ou oferece risco ao paciente. Atualmente o tratamento é cirúrgico, ainda não existe tratamento clínico para catarata.

A cirurgia consiste na substituição do cristalino opaco por uma lente intra-ocular transparente. A moderna cirurgia de catarata tem o objetivo de oferecer a melhor qualidade visual possível ao paciente. Esta qualidade vai depender da completa avaliação do olho no pré-operatório, da conduta adequada do cirurgião no intra-operatório e dos cuidados no pós-operatório.

No pré-operatório o médico vai fazer uma avaliação completa do olho, para saber se possui algum outro problema, como glaucoma, doenças da córnea ou da retina, por exemplo. Sendo possível ajustar o plano cirúrgico e oferecer maior segurança para o paciente.

Ainda no pré-operatório, o médico vai informar as opções de lentes intra-oculares disponíveis para cada paciente. Atualmente existem vários tipos de lentes, podendo corrigir além da catarata, o grau refrativo do paciente, como astigmatismo, miopia, hipermetropia e até o grau de perto. Em geral, o paciente pode ficar livre dos óculos ou ter uma menor dependência deles no pós-operatório.

No intra-operatório o cirurgião vai utilizar a melhor técnica disponível para cada paciente. A técnica mais moderna é chamada Facoemulsificação, na qual o cristalino é fracionado e aspirado através de uma micro-incisão. Não devemos mais deixar a catarata “amadurecer”, como era recomendado com a técnica mais antiga. Quanto mais dura for a catarata, maior a energia necessária para remover o cristalino, maior o tempo cirúrgico e maior o risco de danos intra-oculares. Com a técnica atual temos maior segurança e menor risco para o paciente. Porém qualquer cirurgia tem riscos e não devemos menosprezá-los, todo aparato tecnológico deve estar à disposição do cirurgião para intervir diante das possíveis complicações.

No pós-operatório, o paciente deve ser corretamente orientado em relação aos cuidados, principalmente para evitar infecção no olho operado. Na primeira semana ele deve restringir algumas atividades físicas, evitar ambientes poluídos, não apertar ou esfregar os olhos e tomar cuidados de higiene em geral. Os colírios devem ser utilizados rigorosamente conforme orientação médica.

Graças aos avanços tecnológicos e à melhor formação dos cirurgiões, a cirurgia de catarata é considerada segura e permite melhora da qualidade visual na grande maioria dos pacientes operados.

ARTIGOS

Confira informações para você cuidar bem da sua visão